9 Regras de ouro para a escolha de uma amaOutubro 2014

Como a licença de maternidade a chegar ao fim, muitos pais escolhem uma ama para cuidar do seu bebé. Mas como encontrar as candidatas certas? Confira as nossas dicas para ajudá-la a encontrar essa pessoa, que será capaz de cuidar do seu bebé (quase) tão bem quanto a própria!

 

  1. Escolha uma ama perto de sua casa

Parece óbvio, mas no esforço da procura de uma ama, não pode haver a tentação de ignorar a questão da distância. Fará toda a diferença na hora de sair de casa e deixar o seu bebé ou perto de casa ou perto do trabalho para que não tenha que fazer muitos desvios! Se optar por escolher perto do trabalho, tanto do seu ou do do seu marido, não se esqueça que isso implica que um dos pais será sempre o responsável por entregar e ir buscar o bebé à ama.

 

  1. Atenção ao local onde o seu bebé fica

Como é o local onde as crianças estão? Elas são capazes de explorar toda a casa ou há uma sala que está exclusivamente reservada para eles? Existem brinquedos suficientes disponíveis para atender a todas as crianças e a todas as idades? Haverá outras pessoas presentes em casa da ama ao mesmo tempo que o seu bebé? A casa parece-lhe segura? Mantenha os olhos abertos e esclareça todas as dúvidas que tiver!

 

3. Pergunte quantas outras crianças a ama toma conta

Se o seu filho está sozinho com a ama, existe o risco de que o bebé fique entediado após uns meses. Por outro lado, se houver muitas crianças, a ama pode ter dificuldade em dar a cada criança a atenção que elas precisam. Cabe-lhe a si julgar qual o número certo de crianças com as quais o seu bebé deve estar, não sendo nem demais nem de menos!

 

4. Escolha uma ama que partilhe o seu ponto de vista sobre a educação das crianças

A sua ama tem uma atitude intransigente em relação à disciplina, enquanto a senhora é mais relaxada? Prefere seguir o ritmo natural do seu filho, enquanto a ama quer que todos comam e durmam às mesmas horas? Não se iluda: isso vai causar problemas! Enquanto a mãe pode tanto fazer um esforço para mudar alguns hábitos em casa, não pode mudar a forma de trabalhar ama do seu bebé. Por isso, é crucial estar em sintonia com a ama quando se trata da educação e das regras a dar ao bebé.

5. Falar sobre dinheiro

As taxas de horário, as despesas de refeições e de limpeza, pagamento de feriados, o pagamento mensal…Os termos e condições do contrato devem ser absolutamente claros desde o início. Esteja ciente também de que os preços podem variar muito de ama para ama.

 

6. Não tenha medo de levantar questões sensíveis

Será que a sua ama concorda em tomar conta do seu filho quando ele estiver doente? É uma ama flexível em termos de tempo? Será que vai ficar tudo bem se por acaso chegar um bocado atrasada para ir buscar o seu bebé? A sua ama irá definir as suas datas de férias, ou estas serão negociáveis, permitindo um acordo que satisfaça ambas as partes? É aconselhável ter uma conversa honesta sobre estas questões no início do processo para evitar surpresas desagradáveis mais tarde.

 

7. Leve o seu filho para conhecer as amas que está a pensar contratar  

Após uma reunião inicial entre os pais e as amas, não tenha medo de pedir uma segunda reunião com as suas opções preferidas para dar ao seu bebé a possibilidade de conhecê-las. Tenha atenção a alguns pontos importantes durante a reunião: veja se a ama está à vontade com crianças, se é carinhosa e se o seu bebé parece gostar dela.

 

8. Siga o seu instinto

Acima e além de todos os argumentos a favor de uma ama, o principal é confiar no seu instinto: irá confiar a essa pessoa o seu maior tesouro, por isso é essencial que se sinta à vontade e tenha plena confiança nela e com ela!

 

Boa sorte! :) 

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados