Os compromissos dos Laboratórios ExpanscienceFevereiro 2019

Especialistas na pele do bebé e da grávida, os La­boratórios Expanscience nasceram em França, em 1950, pelas mãos de Paul Berthomé e outro associa­do, tendo nesse mesmo ano fabricado o primeiro cosmético para bebé da marca Mustela®.

Mais tarde, em 1977, a Expanscience chega a Portu­gal e rapidamente se torna líder de mercado no res­petivo setor, conservando ainda hoje essa posição com cerca de 42% de quota de mercado nos canais farmácia e parafarmácia.

“Esta marca sempre se preocupou com a pele dos bebés e crianças, desde o nascimento, e poste­riormente com a pele da grávida. Todos os nossos estudos são realizados em consonância com ne­cessidades fisiológicas muito específicas da pele de recém-nascidos, bebés e grávidas, motivo pelo qual consideramos ser especialistas no cuidado da sua pele. Isto é muito importante porque, sensivel­mente até aos seis anos de idade, a pele está em processo de maturação para se transformar na pele futura do ser humano enquanto jovem e adulto e, precisamente, essa pele pode vir a ter mais ou me­nos problemas consoante os cuidados que se têm neste período inicial da vida. Por todas estas razões, a Mustela® tornou-se numa marca de referência, pois foi a primeira que surgiu neste âmbito”, explica Bruno Soares, diretor de operações da filial portu­guesa dos Laboratórios Expanscience.

 

Além de ser uma marca com um passado de enor­me relevância, a Mustela® é uma marca inovadora, a vários níveis, que assenta o seu sucesso na busca constante para ser pioneira em encontrar soluções para outros tipos de exigências da pele dos 0 aos 6 anos e das grávidas, sendo ainda, por todas essas razões, marca líder ao nível europeu. “Conseguimos chegar a este patamar com o trabalho de equipas multidisciplinares e com a especialização dos nos­sos laboratórios ao nível do conhecimento da pele do recém-nascido, bebé e criança. Em função dessa especialização, somos a única marca que apresen­ta respostas para todos os tipos de pele de bebés e crianças, desde o nascimento, contando, nomea­damente, com gamas para pele normal, seca e atópica. Para além de protegermos a pele do bebé ao nível do corpo e rosto, temos ainda uma gama completa e de elevadíssima qualidade para a muda da fralda, com produtos de higiene, toalhitas ou o creme próprio para essa tarefa. Temos, ainda, os protetores solares com fator de proteção muito ele­vado, cujas fórmulas excluem todos os ingredientes questionáveis, indo além da regulamentação euro­peia.”, descreve o diretor de operações.

 

Se a especialização é um fator determinante do su­cesso dos Laboratórios Expanscience, são-no, igual­mente, a preocupação elevada com a segurança, qualidade e eficácia dos produtos, aliada ao prazer de utilização. Estas são características essenciais, já que estão em causa produtos que cuidam do maior órgão do ser humano – a pele: “Realizamos mais de 450 testes de segurança e qualidade para cada um dos nossos produtos onde verificamos, entre ou­tros, a tolerância cutânea, ocular e hipoalergenici­dade, na pele sensível do bebé, inclusive em bebés provenientes da neonatologia”.

Outra preocupação da marca, que tem, de resto, vindo a assumir cada vez mais importância, diz res­peito à preocupação em integrar mais ingredientes de origem natural nos seus produtos, sem nunca comprometer ou colocar em causa a segurança e eficácia dos mesmos. “A Mustela® tem a naturalida­de presente em todos os seus produtos através do princípio ativo que é a Perséose de abacate®, ativo federador da gama, desde 2012, e que reduz, em cerca de 80%, a perda do capital celular. Isto signifi­ca que um bebé que use Mustela®, tende a ser um adulto com uma pele mais saudável. Em média, os nossos produtos contêm 95% de ingredientes de origem natural, sendo que alguns deles atingem mesmo os 99%”, destaca Bruno Soares.

 

A preocupação com esta naturalidade, está também relacionada com o cuidado inerente à atuação dos Laboratórios Expanscience que consiste em colocar o interesse do planeta no centro da sua atividade, tendo sido o primeiro laboratório farmacêutico e dermocosmético, a nível global, distinguido com a certificação B Corp, no âmbito das empresas social­mente responsáveis: “Nós queremos não só ser os melhores do mundo, mas também ser os melhores para o mundo”. Como tal, 100% dos nossos produ­tos são eco concebidos, as nossas embalagens são recicláveis, o cartão utilizado provém de florestas geridas de forma sustentável, todos os produtos que requerem enxaguamento são biodegradáveis e a aquisição de todos os ingredientes é feita de forma ética e responsável, respeitando a biodiversidade. Ademais, nunca esquecemos os quatro compromis­sos que são levados muito a sério pela nossa inves­tigação, há mais de 60 anos, e que são a segurança, a eficácia dos produtos, a responsabilidade social e ambiental e a proximidade com o consumidor, com o objetivo de ajudá-lo a perceber os benefícios de cuidar da pele do seu bebé e sensibilizá-lo da forma mais informada possível para tal”.

 

A atuar em Portugal com uma equipa de 30 colabo­radores, a Expanscience conquistou, desde 2013, a distinção da AFAQ 26000, ao nível da responsabili­dade social, e em 2016 criou um ‘Better Living Pro­gram’, que está relacionado com a responsabilidade social empresarial para com os próprios funcioná­rios da empresa.

Quando questionado quanto aos projetos futu­ros dos Laboratórios Expanscience em Portugal, o diretor de operações destaca a constante procura de oportunidades de negócio e inovação, o refor­ço e sustentabilidade da liderança de mercado no respetivo setor e o aumento da proximidade com o consumidor, desvendando ainda o lançamento de um produto completamente inovador, previs­to já para o início do próximo ano: “Para um futuro próximo queremos continuar a reforçar e trabalhar a nossa liderança, ou seja, queremos continuar a ser claramente a marca preferida dos consumidores, desenvolvendo uma relação cada vez mais direta e próxima com os mesmos. Ao nível da inovação, queremos continuar a procurar soluções para todas as necessidades da pele dos recém-nascidos, be­bés, crianças e grávidas. Nesse sentido, vamos lan­çar, no início de 2019, algo completamente inova­dor - um pijama cosmetotêxtil para bebés aos quais tenha sido diagnosticada dermite atópica. Desta­ca-se a elevada eficácia deste produto, com o qual obtivemos um resultado de 81% de satisfação ao nível da diminuição do prurido. Esta, afeta direta­mente a qualidade de vida dos bebés e crianças e, por conseguinte, dos pais, já que está intimamen­te associada à perturbação do sono e à probabili­dade de desenvolver lesões cutâneas que podem evoluir para infeções sistémicas. O referido pijama, além de diminuir o número de despertares notur­nos, torna a pele mais suave após sete dias de uti­lização. Trata-se de um têxtil 100% de algodão, de qualidade superior, impregnado de ingredientes de origem 100% natural, através de uma tecnolo­gia de microencapsulação, entre os quais o óleo destilado de girassol, óleo de abacate, ceramidas e vitamina E”, explica.

Comente este artigo

Partilhar a minha lista de cuidados