Qual o método para dar à luz em total serenidade?

Enfermeira

Enfermeira

Conselhos de Especialistas
 

QUal o método para dar à luz com total serenidade?

Para viver o grande dia em plena serenidade, não há nada como preparar-se com calma e com o apoio certo. Esse apoio poe ser dado por um médico ou por uma enfermeira-parteira, hoje em dia existem muitos métodos. Apesar de todos terem como objetivo comum aliviar a dor, cada um a seu modo tem o seu próprio benefício particular. E cabe a si determinar a preparação que melhor atenda às suas expetativas e se adapte melhor à sua personalidade

preparação convencional

... Para uma maior tranquilidade e melhor controlo de todas as etapas.

Dada por uma enfermeira-parteira, esta preparação propõe-se a desmistificar todos os estágios finais da gravidez, a fim de tranquilizá-la sobre a sua capacidade natural de dar à luz o seu filho. Projetada para decorrer em grupos de oito ou em sessões individuais (com uma enfermeira-parteira independente) na qual o pai é sempre bem-vindo e que começa pelo sétimo mês de gravidez, dividindo-se em duas componentes:

Uma parte teórica, para proporcionar a quantidade máxima de informação sobre o desenvolvimento da gravidez e o parto, assim como os primeiros dias do bebé. 

Uma parte prática, em que vai aprender a ouvir melhor o seu corpo e os seus sentidos e a relaxar. Também vai descobrir quais as posturas que lhe irão oferecer mais conforto durante o trabalho de parto e que a ajudarão a progredir. Vai saber como usar os diferentes tipos de respiração no momento certo, facilitando a dilatação e expulsão.

Os benefícios particulares: em sessões de grupo, será capaz de partilhar as suas dúvidas com outras futuras-mamãs e até mesmo, por vezes, visitar uma sala de parto quanto estas sessões pré-natais são realizadas na própria maternidade onde irá dar à luz. Estar num território que lhe é familiar é muito reconfortante durante o parto.

A HAPTONOmia - A ciência das emoções

... Para comunicar com o seu bebé e tornar a sua chegada magnífica.

Definida como a ciência das emoções, a haptonomia proporciona ao futuro pai um papel privilegiado. Trata-se de um processo de reconhecimento do bebé desde a vida fetal e contribui para que sejam criadas bases sólidas a nível da segurança emocional. 

As sessões podem iniciar-se a partir do momento em que se aperceba dos movimentos do bebé, geralmente entre o 4º e o 5º mês de gravidez. Estas decorrem com o casal e são acompanhadas por uma enfeira ou por um médico especialista. Tendo por base o dialógo com o bebé, a haptonomia propõe a iniciação ao toque emocional: ao acariciar a barriga de modo específico, os pais entram em comunicação com o bebé e aprendem progressivamente aquilo que ele gosta ou aquilo de que precisa. 

Ao longo das sessões, a enfermeira também indicará quais os gestos e posturas que a ajudarão a relaxar, a ser uma grávida serena e a estar tranquila no momento do parto. O pai descobre também como o tato a pode acalmar e ajudar a relaxar: ao exercer suaves pressões consegue modificar o seu tónus muscular e contribuir assim para o relaxamento de todos os músculos. 

No dia do parto, ambos os pais podem participar ativamente no nascimento do bebé, sendo que a mamã vai progressivamente guiando o bebé para o ar livre, o pai acalmando a companheira através de gestos precisos e ajudando a manter o contato com o bebé que vai nascer. 

Após o parto, os pais são convidados a voltar com recém-nascido durante algumas semanas para descobrir os gestos que fazem o bebé sentir-se seguro e como continuar a acompanhá-lo até à sua autonomia. 

o YOGA

... Para relaxar o corpo e a mente.

Proposto a partir do 4º mês, este método de preparação tem como objetivo ensinar às futuras mamãs como relaxar mental e fisicamente de modo a escutar o seu corpo e a trabalhar os músculos com suavidade. 

Conduzido por um profissional especializado no acompanhamento de grávidas, as posturas não são difíceis mas adaptadas ao seu estado: pode praticar o ioga prenatal mesmo nunca tendo feito ioga antes. Irá aprender a ter uma melhor postura da bacia, a concentrar-se a adoptar uma respiração lenta e profunda onde todo o corpo acompanha os movimentos respiratórios, sem esforço físico. 

Às futuras mamãs também é ensinado o modo correcto de se deitarem, e de se levantarem e de se voltarem se esforço durante a gravidez, mas também as posturas corretas para facilitar o parto. É um método que pode ser seguido depois do parto.

A Sofrologia

... Para se preparar melhor para este lindo momento

A abordagem fisiológica e psicológica da sofrologia ajuda-a a dominar os seus medos e a controlar o seu corpo através da respiração e antecipações positivas. 

As sessões pré-natais durante o terceiro trimestre começam sempre com uma discussão com o sofrologista, a fim de identificar melhor cada um dos seus medos e as "alavancas" positivas de cada futura-mamã. 

Em cada sessão, num estado semi-vigília e guiada pelo médico, vai gradualmente aprender a relaxar melhor através da respiração abdominal até que, pouco a pouco, se torna natural. Também vai descobrir sobre os melhores tipos de respiração para ajudá-la no processo do parto. E vai aprender como utilizar antecipações positivas para lidar co o nascimento com calma total. Cada etapa será, portanto, antecipada positivamente para que no dia D, se possa concentrar sobre esses sentimentos positivos e para dissipar o medo e a dor. 

o método BONAPACE

... Promovendo o que é natural e a participação do pai

Original do Quebeque, o método Bonapace visa reduzir as intervenções médicas durante o parto, graças a técnicas de gestão da dr. A participação do pai é indispen´savel durante as sessões porque será ele que colocará em prática a maior parte das técnicas para ajudar e aliviar a mãe: 

A digitopressão: especíe de acupuntura mas sem agulhas, permite aliviar a dor realizando pressões em pontos específicos do corpo. 

A massagem, principalmente na região lombar, permite aliviar as tensões das costas durante e depois das contrações e assim suportá-las melhor. 

Por fim, o relaxamento através da concentração na respiração permite desviar a atenção da dor e assim geri-la melhor. 

Proposto por enfermeiras e médicos especializados, o método Bonapace pode ser praticado a partir do 6º mês de gravidez.

o canto PRÉ-NATAL

... Para acalmar com alegria e balançar o seu bebé

Bem-estar durante a gravidez, estabelecer precocemente um laço afetivo com o bebé, acompanhar o parto... os objetivos do canto pré-natal são diversos. Este método baseia-se no impacte dos sons sobre o corpo: ao cantar, a futura mamã está a descontrair e ao mesmo tempo a trabalhar a respiração e o fôlego. 

O canto pré-natal também é benéfico para o bebé: no útero, o bebé já é sensível aos sons, seja qual for a frequência. A bacia e o esqueleto da mãe formam uma caixa de ressonância e amplificam a transissão. Conduzidos pelo líquido amniótico, os sons, chegam à pele do feto e aos seus terminais nervosos sob a forma de vibrações, produzindo uma massagem muito agradável. 

O canto permite estabelecer uma relação precoce com o bebé: após o nascimento o bebé, reencontra com prazer as melodias que recebeu dentro do ventre da mãe. 

Durante o momento do parto, os sons acompanham as contrações e ajudam a enfrentar a dor: as frequências graves tem um efeito antálgico ao nível da bacia. O som grave e equilibrado permite à mulher exprimir as sensações e simultaneamente massajar o corpo através das vibrações, facilitando o relaxamento muscular. 

Conduzido por enfermeiras, o canto pré-natal pode ser praticado desde os primeiros meses de gravidez e continuar após o parto. 

preparação na piscina 

... Cerque-se numa bolha de bem-estar

Ideal para as futuras mamãs que adoram água, a preparação na piscina começa a partir do 5º mês de gravidez. Pode ser realizado sozinha ou acompanhada pelo futuro pai. 

Na água, o corpo liberta-se de parte do efeito do peso, o que permite que se sinta mais leve e execute mais facilmente os exercícios de preparação para o parto: irá trabalhar a abertura da bacia, aprender a relaxar e a respirar profundamente relaxando a cintura abdominal, irá descobrir os movimentos para aliviar as dores dorsais e os ligamentos da bacia. A pressão que a água exerce é também uma massagem drenante que relaxa as pernas cansadas e fatigadas e favorece a circulação sanguínea. 

Se quiser ter um parto aquático e desde que devidamente autorizado, este método de preparação dentro de água é o mais indicado.

 

Partilhar a minha lista de cuidados