Dos barulhinhos às primeiras palavras: linguagem precoce

Todos os bebés aprendem a falar em diferentes idades. Siga o ritmo do desenvolvimento do seu próprio filho, estimulando-o para que ele possa desenvolver-se em harmonia.

Durante o primeiro ano de vida, o bebé vai progredir a uma velocidade incrível: deitado, sentado, a gatinhar e por fim de pé, o bebé vai finalmente realizar uma das suas maiores proezas, os primeiros passos! Para tal, desde que nasceu, o bebé melhorou dia após dia, o controlo muscular e a coordenação dos movimentos através de diferentes experiências. Paralelamente à maturidade cerebral, o bebé está a crescer em peso e altura, os membros ficam maiores e mais fortes. Em cada etapa do desenvolvimento, acompanhe-o, dando-lhe atenção, apoio, coragem e elogios, assim como proporcionando novas atividades ao longo da sua evolução: desta forma está a estimular o despertar sensorial e os progressos do seu filho. Confie nas capacidade dele: o seu filho irá sentir e terá uma força adicional para avançar. E se o bebé não passar por todas as etapas nas alturas especificadas, não se preocupe! Mesmo existindo indicações de médias de idade, as crianças desenvolvem a motricidade ao seu ritmo e diversos fatores podem influenciar o progresso: o serem prematuros à nascença, o tamanho, o temperamento, os estímulos que recebem, etc. As visitas de controlo regulares ao pediatra serão suficientes para verificar o correto desenvolvimento do bebé.

AO NASCER

Quando o bebé nasce, os membros estão flectidos, a nuca e o peito são muito flexíveis. O bebé não é capaz de segurar a cabeça durante mais do que alguns segundos: não se esqueça de colocar uma mão atrás da cabeça quando o levanta! Os movimentos são involuntários e anárquicos. Tem reflexos muito primários que desaparecem ao longo dos seguintes meses:

  • Se acariciar o queixo, ele vira a cabeça na direção do dedo e abre a boca.
  • Um dedo colocado na boca origina o reflexo de sucção.
  • Se o levantar um pouco mais depressa ou se o bebé sentir um desconforto físico, ele abre as pernas e os braços para a frente e para fora, e de seguida volta a flecti-los: é o reflexo de Moro.
  • Quando em posição vertical e apoiado numa superfície, o bebé esboça automaticamente uns passos: o bebé já sabe andar mas rapidamente vai esquecer para mais tarde voltar a aprender.
  • Se tocar na palma da mão do bebé com um dos seus dedos, ele vai apertá-lo com força e manter a mão fechada.

AO 1 MÊS

  • Pode captar a atenção do bebé, colocando-se bem perto do rosto dele e mexendo-se suavemente: o bebé irá segui-la com os olhos.
  • Ele irá sorrir quando se sente bem.

AOS 2 MESES

  • O bebé já segura a cabeça direita durante alguns instantes.
  • Se o sentar, a costas estão moles e ele fica curvado.
  • Já chucha os dedos.
  • Entre um e os dois meses, o bebé dará os primeiros verdadeiros sorrisos, como resposta a uma solicitação.

AOS 3 MESES

  • O bebé já consegue ter a cabeça direita quando o pega ao colo.
  • As costas ficam cada vez mais direitas quando o senta. Se o deitar de barriga, o bebé consegue levantar a cabeça e apoiar-se nos antebraços durante alguns instantes.

AOS 4 MESES

  • Deitado de costas, o bebé explora o corpo, acariciando a barriga e os joelhos. Pode também rebolar para colocar-se de lado.
  • Consegue durante alguns instantes segurar um objeto na mão, mas ainda o perde com facilidade.
  • Junta as mãos e mantém-nas unidas.
  • Vira a cabeça quando ouve um barulho.
  • Começa a rir à gargalhada.
  • Deitado de costas, ele estica e flecte as pernas.
  • O bebé está fascinado pelas mãos, e passa muito tempo a observá-las.
  • Se lhe colocar uma roca na mão, automaticamente vai agarrá-la e de seguida largá-la.

AOS 5 MESES

  • Deitado de costas, o bebé "pedala" e brinca com os pés.
  • Consegue ficar sentado durante um curto espaço de tempo se o sentar entre almofadas.
  • Agarra um objeto que esteja à mão e leva-o à boca.
  • Sorri quando se vê ao espelho.

AOS 6 MESES

  • De barriga para baixo, consegue rolar sob si próprio e ficar deitado de costas.
  • Deitado de costas, brinca com os pés e mete-os na boca. Levanta a cabeça e o tronco, mas ainda não se consegue sentar.
  • Estica os braços para que lhe pegue ao colo.
  • Segura bem os brinquedos.
  • Quando o coloca de pé, as pernas exercem movimentos de flexão - extensão como uma mola: parece que está a saltar.

AOS 7 MESES

  • Finalmente o bebé é capaz de se sentar: uma enorme vitória para ele! Nesta posição, ele consegue ter a cabeça e as costas direitas.
  • Deitado de barriga para baixo, é capaz de se apoiar numa só mão e agarrar um brinquedo com a outra.
  • Consegue rebolar.
  • Passa os bonecos de uma mão para outra sem os deixar cair e já bate na mesa.

AOS 8 MESES

  • Sentado, o bebé inclina-se para a frente para apanhar um brinquedo, e volta à posição inicial sem cair. Aprende a apoiar as mãos para manter o equilíbrio.
  • Deitado de costas, consegue sentar-se sozinho apoiando-se num dos braços. • Consegue beber o biberão sozinho. AOS 9 MESES • Sentado, o bebé balança para mudar de direção.
  • De barriga para baixo, consegue ficar de gatas, mas ainda não consegue gatinhar. No entanto, consegue avançar arrastando-se apoiado nos antebraços. Mas quase sempre em marcha atrás!
  • Consegue ficar de pé alguns instantes agarrado às barras da cama, a um móvel ou à sua mão, mas de seguida cai.
  • Apanha pequenos objetos com o indicador e o polegar (pinça fina).
  • Apanha os brinquedos e dá-lhos.

AOS 10 MESES

  • O bebé consegue gatinhar e até mesmo muito rápido. Por fim conquistou a mobilidade! No entanto, não entre em pânico se o seu filho ainda não adotou esta forma de locomoção: alguns bebés começam logo a andar sem nunca gatinhar.
  • Endireita-se colocando-se de joelhos e de seguida mantém um joelho no chão e flecte a outra perna apoiando-se no pé. A partir desta posição, ele faz força com os pés e agarra-se com a mão a um suporte, e pronto fica de pé!
  • Se o bebé já conseguir ficar de pé apoiado às barras da cama, provavelmente daí a 3 meses já anda.
  • Consegue dar alguns passos agarrado aos móveis mas está sempre a cair.

AOS 11 MESES

  • O bebé consegue ficar de pé sem apoio durante alguns instantes.
  • De pé, com uma mão a agarrar, ele consegue apanhar algo no chão com a outra mão.
  • Consegue andar desde que lhe dê as duas mãos, ou se estiver encostado aos móveis. Vai ficar encantada com o andar à «charlot», de braços e pernas abertas: perfeitamente normal, esta divertida postura permite um maior equilíbrio. Pouco a pouco, o bebé vai começar a fechar mais as pernas e a ganhar confiança.
  • Aponta com o dedo os objetos que lhe interessam.
  • Faz «adeus» e «bate palminhas» com as mãos.

ENTRE OS 12 E OS 15 MESES

  • Em média por volta dos 14 meses, o bebé consegue andar sozinho. Que proeza formidável em tão pouco tempo!
  • Põe-se de pé sem qualquer apoio.
  • Sobe uma escada de gatas.

Novidades

Imagem
advice massage bebe mini
Nascimento

1º Cuidado do bebé

Um momento de ternura com o seu bebé