A Hidratação não é opcional

Apesar de não ser recomendado comer por dois, pode, no entanto, hidratar-se por dois. De facto, deve. Instruções.

ÁGUA: A ÚNICA BEBIDA ESSENCIAL

O corpo humano é composto em 65% por água. Assim, a água é o principal componente das células do corpo e sem esta, não existiria vida. A água fornece os sais minerais essenciais e os oligoelementos que removem toxinas. E como está constantemente a ser eliminada do corpo (através da transpiração, fezes, respiração), deve ser constantemente reposta. Tanto mais que durante a gravidez, as alterações hormonais estimulam a atividade das glândulas exócrinas (glândulas sudoríparas). Para si: A hidratação adequada beneficia todo o seu corpo. Como o sangue fica mais fluido, o coração pode bombear mais facilmente para os órgãos e músculos para os nutrir e oxigenar... O que limita consideravelmente o risco de cãibras, tensões e problemas vasculares! Manter-se bem hidratada também permitirá combater o risco de possíveis episódios de infeções urinárias, que nunca são desejáveis durante a gravidez. Para além disso, a sua pele também precisa de água para contrabalançar o aumento do fluxo hormonal que a torna mais sensível e mais facilmente propensa a prurido, a secura, a estrias e a falta de firmeza. Para o seu bebé: Como está hidratada, há impacto sobre o volume de líquido amniótico, que pode atingir cerca de 1 litro a termo. E, quando a quantidade deste líquido é suficiente e de boa qualidade, beneficia o desenvolvimento in Útero e torna eficaz a sua função de proporcionar uma barreira de proteção.

SEJA VERÃO OU INVERNO, NÃO ESPERE ATÉ TER SEDE PARA BEBER

Quando a sensação de sede aparece, o processo de desidratação já começou. 1% de desidratação = 1 litro de água perdida = -10% do desempenho do seu organismo. Beba água regularmente ao longo do dia para alcançar facilmente a quantidade recomendada de água de 1,5 a 2 litros por dia, ou ainda mais se clinicamente for aconselhada a fazê-lo. E se estiver no verão e inverno: quando está frio, nós também perdemos água através da transpiração, bem como através da respiração (é visível quando respira). De um modo geral, apenas através da transpiração, a perda de água é de 500ml/hora no inverno e de 800ml/hora quando a temperatura atinge os 20ºC! A desidratação ocorre muito rapidamente, não se esqueça de verificar se a sua urina está clara: este é o critério para verificar quão boa é a sua reserva hídrica.

ÁGUA, MAS QUE ÁGUA?

É evidente que é essencial escolher uma água de boa qualidade. A água da torneira é extremamente monitorizada, mas a sua composição varia muito de uma região para outra, e, por isso, o melhor será testar o teor em nitrato antes de a ingerir. E peça aconselhamento ao seu médico. Em qualquer caso, deve deixar correr a água por alguns minutos antes de beber. Ou, para estar ainda mais segura, beba água engarrafada. De preferência, sem gás (pois pode causar inchaço) e fracamente mineralizada, com baixo teor de sódio. Mas se a sua dieta não abranger adequadamente todas as suas necessidades, o médico poderá recomendar a ingestão de água com um elevado teor em cálcio e magnésio. Em qualquer caso, garanta que ninguém bebe diariamente da sua garrafa e uma vez aberta, beba-a no mesmo dia para evitar qualquer risco de contaminação bacteriana.

NÃO MUITO FRIA, POR FAVOR

A ingestão de bebidas bem geladas, quando está calor, é muito tentadora. Mas é um erro. Quando a temperatura interna do corpo é 37,5ºC, a ingestão de gelo exige esforços desnecessários para o corpo, que é então obrigado a usar calorias extras para aquecê-lo novamente antes de o absorver. Sem ter em conta o facto de que, a água que está muito fria dá uma sensação de rehidratação imediata, mas não hidrata o suficiente. Adicionalmente, pode também implicar o risco de dor gastrointestinal. Então, qual é a temperatura correta para a água? 18ºC.

COMER É TAMBÉM HIDRATAR

A hidratação também pode advir da ingestão de alimentos: frutas e produtos hortícolas são, em média, compostos em 90% por água. Como uma regra de ouro retenha que, a ingestão de 500 g de legumes e 300g de frutas por dia é equivalente à ingestão de meio litro de água. Bebidas lácteas e produtos lácteos que são compostos em 50 a 80% por água também fornecem uma boa hidratação adicional. Em conclusão, uma dieta corretamente selecionada pode ajudar a compensar a falta de hidratação, mas sob nenhuma circunstância pode substituí-la! Se não gosta de água pura, opte por chás de ervas ou infusões.

Novidades

Imagem
advice transit mini
Gravidez

Encontrar paz de espírito

Um bom trânsito digestivo depende do que está no seu prato!

Imagem
advice fringale mini
Gravidez

O despertar dos sentidos

Cinco dicas para reduzir os desejos

Imagem
advice nourir mini
Gravidez

A emoção dos primeiros meses

Comer bem durante 9 meses: a regra dos 3